DUVIDA DIVIDA DADIVA

Ouça os poemas de DUVIDA DIVIDA DADIVA:

Eurídice

Jaz

Eurídice 1

Eurídice 2

Eurídice 3

Eurídice 4

Mudez

Lápide

Meretriz

Morrimento

My fair lady

Confissões I

Confissões II

Desaparição

Esquivança

A angústia ronda os arredores

Eu olho pra você

Não há onde se esconder

Nudez

Desejo

Hábito

Provocação

Amar amor te amar

Dúvida Dívida Dádiva

Dúvida

Dívida

Dádiva

Fim

Tudo nada

Créditos

Anúncios

8 pensamentos sobre “DUVIDA DIVIDA DADIVA

  1. Tomás P. disse:

    Mudez, belo poema.

    Me fez entender como, quando me disse que com seu livro me identificaria. É realmente belo.

    À experiência de ouvi-lo, sem ter lido, os versos ecoaram como sua voz e interpretação. Muito intenso.

    Anseio por ler o livro inteiro.

    Beijos e parabéns, do seu aluno,
    Tomás

  2. esporos disse:

    Que bom que você gostou.
    Quando ler no livro, verá que Mudez é o nome de um pequeno capítulo com os poemas “Lápide”, “My fair lady”, “Confissões 1” e “Confissões 2”.
    Fico ansiosa por sua leitura!
    Beijos,
    Dila

  3. Tomás P. disse:

    Ahh…

    Entendi. Realmente, tinha percebido as divisões, mas achei que eram parte de um só poema, modular. Experiência de ter ouvido e não lido. =]

  4. esporos disse:

    Pois é… Mas também era uma intenção que essas “outras-des-re-leituras” acontecessem na minha leitura e atravessassem os escritos. Pode ser tudo um poema só. Podem ser vários…

  5. A. G. disse:

    Parabéns por essa conquista.. Você tem méritos pra isso!!
    Já disse que não poderei estar no lançamento, mas desejo toda sorte pra você e que tudo vai dar certo é um fato…
    Obrigado por tudo que me ensinou e um dia, assim como estou orgulhoso de ter uma professora como você você terá orgulho de mim, e de muitos outros por terem sido seus alunos…

    Beijos e toda sorte do mundo todos os dias…

  6. Rita Catunda disse:

    Dila, que lindo você recitando seus poemas!

    Parabéns pelo livro, está muito bonito.

    Hoje eu fiquei lendo enquanto vinha pro trabalho, tá muito legal. Eu gosto desses poemas que você não lê e ponto, tem todo um tempo pra pensar, absorver, reler e refletir.

    beijos e boas festas

  7. esporos disse:

    Pois é Rita.

    Eu gosto de livros e de poemas porque eles podem ter esses mistérios.

    Vez por outra a gente os abre e descobre que as mesmas palavras (mesmas?) diziam uma outra coisa! E estava ali sempre dito e sempre escondido…

    Vou colocar todos os outros poemas na página.

    Obrigada pela presença. Obrigada pela leitura.

    Beijos,

  8. Gilberto disse:

    Dila
    ouvimos (eu e mãe) as suas poesias no blog, ficou tudo mto bom, de mto bom gosto, Parabéns.
    Beto e Baia

    d

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s